Google+ PIRATAS!!! - Cap. 385 | A Pirâmide de Kukúlkan

O último reduto onde os Asseclas do CONCLAVE encontram-se...

PIRATAS!!! - Cap. 385

Abismado diante do que via,
o contramestre
não disfarça o espanto.
― Incrível! Ele conseguiu
esconder isto tudo da tripulação
durante meses de navegação.
Bem que algumas vezes
sentíamos uns cheiros estranhos
no porão, mas jamais
qualquer um de nós
conceberia tal aparato
oculto aqui!
― Deixe o assombro
para outra hora,
se nos safarmos desta
teremos tempo de sobre
para nos refestelarmos
com tudo isto!
― É vero. Qual seu plano?
Pierre explica-lhe acerca
da impossibilidade de inflar
os “sacos de vento” e do
pouco tempo de que dispunham.
― Entendo. Sei do que precisamos,
deixe-me dar uma olhada
nesses barrotes.
Abrindo alguns,
provando outros e
cheirando uns ele conclui.
― Estamos com sorte.
Parte das substâncias
de que necessitaremos
ele usava para confeccionar
sua pólvora “especial”.
Precisaremos destes
dois barrotes aqui e mais
o que está naqueles vidros.
- fala apontando certos barris.
Afoitamente Pierre
agarra alguns dos frascos
balançando-os
sem muito cuidado.
― Estes?
O irlandês se arrepia todo
e com os olhos esbugalhados
de pavor grita em urgência.
― Não! Os azuis e os dourados.
Deixe o verde aí ou
este navio inteiro
irá voar sem o auxílio de teus
“sacos de vento”!
Diante da reação do amigo,
o francês rapidamente entende
a gravidade de sua imperícia
e repõe o vidro com
todo o cuidado no devido lugar.
Sacrebleu! – murmura
secando o suor na fronte.
Algum tempo depois
ambos estão no convés
com tudo que precisavam
para salvar (ou destruir)
a embarcação.
Ramirez vem até eles e relata.
― Tudo no lugar.
A “boca” está onde pediu,
muito embora não veja
no que isso irá adiantar...


Estar naquele laboratório foi como
uma volta ao passado para Plunkett...


...os aromas, os instrumentos, livros
e fórmulas: tudo tão familiar...


...e não tarda seu antigo conhecimento vir à tona
e guiá-los em meio àquele aparente caos
de vidros e líquidos coloridos...


...aliás, conhecimento este que rapidamente
 já os salva da falta de modos de Pierre!


De volta ao tombadilho, já em posse
do que necessitavam para realizar sua proeza,
Ramrez os informa que o "saco de vento"
estava posicionado.
O momento se aproxima...




Sidinei Lander da Silva Pereira: Mestre de RPG, aprendiz de escritor, leitor voraz, quadrinista fanático, cinéfilo compulsivo, agnóstico independente, livre-pensador, fã incondicional de O Senhor dos Anéis (livro e filme), música para mim é Clássica, Jazz, Blues, Rock'n Roll e Metal! E tenho dois gatos... Quer saber mais sobre mim? Veja meu perfil no Google Plus!

0 comentários:

Postar um comentário

Atreva-se, diga-me o que está pensando!
Se veio até aqui, não recue!
Se és contra, a favor ou muito pelo contrário(?!),
tanto faz...
Afinal, esta é uma tribuna livre.
E uma certeza podes ter como absoluta:

RESPOSTA TU TERÁS!!!!!!