Google+ Maio 2009 | A Pirâmide de Kukúlkan

O último reduto onde os Asseclas do CONCLAVE encontram-se...

Imagens piratas... - 106 _ plus 02











Imagens piratas... - 106 _ plus 01











Imagens piratas... - 106













PIRATAS!!! - Cap. 106

É nessa hora que um novo ator
sobe ao palco e chama
sobre si as luzes da ribalta:
o General Ramón Torres Boil & Ferrández ,
a frente da nau Dominacion .
O galeão avança pelo centro
com todos os seus canhões
mirando o Golden Hind!
Impetuoso, decidido, valoroso,
assim é o General Ramón,
não importando as circunstâncias,
sua indubitável coragem,
assim como suas estratégias
de combate, o tornam
um adversário temível!
E ele era o próximo desafio
que Drake teria de enfrentar!
Sozinho!
O capitão do Golden Hind
já estava pensando em encomendar
a própria alma a Nosso Senhor
quando despontam no horizonte
os velames das naus
de escolta inglesa!
— Capitão, veja!
Exclama já meio que alucinando
de dor o imediato Moreia.
Drake lança mão de sua luneta
e ajustando o foco na direção
apontada pelo marujo ele vê.
E o que ele viu locupletou-lhe o
espírito de alegria e esperança:
os quatro galeões a toda velocidade
correndo em seu socorro!
Drake só teria de resistir até
que seus reforços alcançassem
a zona de alcance de tiro.
E era justo o que ele pretendia!
Pondo seus homens a mandar
bala nos adversários,
resistiu bravamente
o que podia e o que não podia!
Longos e exaustivos minutos
passam até que os canhões da escolta
aproximem-se o suficiente.
E não tardam em bombardear
o Alabarda de Dios, La Fúria Española
e o Dominacion. Pegos de surpresa
os navios espanhóis obrigam-se
a mudar suas linhas de tiro e
responderem a artilharia inglesa!
Isso os coloca entre três fogos:
a escolta avançando a sotavento
e corsários aliados de Drake 
a bombordo e estibordo!

Imagens piratas... - 105 _ plus 02










Imagens piratas... - 105 _ plus 01











Imagens piratas... - 105










 











PIRATAS!!! - Cap. 105

Carrega o canhão com uma
“carga especial” e com a máxima
acuidade mira, compensando
segundo a segundo o
balanço irregular do navio
e calculando mentalmente
a trajetória através dos
ventos fortes e inconstantes!
Finalmente, a arma disparada
revela-se em toda sua atroz
eficiência segundos antes de
atingir o alvo: duas balas de
canhão presas uma a outra por
uma longa corrente varam o ar
e atingem os mastros do navio
decepando-os como um
sabre corta uma vela!
O cesto da gávea esmaga
o imediato e o navio fica
sem comando.
O caos se instala de vez!
Drake vibra. Volta-se
para o Zot e Vdekjes e
gesticulando para Murat Rais
o orienta a liquidar o assunto
com o capenga Lealdad.
A mercê de ambos os inimigos,
sem comando, com seus aliados
impedidos de auxiliá-lo e
imobilizado pela perda
dos mastros ao Lealdad
resta apenas enfrentar
seu derradeiro destino:
uma verdadeira chuva
de balas de canhão
de ambos os lados!
Nisso, ao mesmo tempo em que
coordena a abordagem ao
Ganso Selvagem, Sangre luta
para desvencilhar seu navio
da nau de O'Malleyy: 
toma o timão nas mãos e ordena
aos marujos que alterem o
posicionamento do velame
no afã de valer-se dos ventos.
Só que a irlandesa percebeu o
movimento do espanhol e
partiu para a contraofensiva!
— Abordagem!!! Vamos logo
seus molóides!!! Vão esperar
pela visita deles deitados
como bebês em berços? Ataquem!!!!!
Brada a plenos pulmões enquanto
gesticula com a cabeça decepada
de um pirata espanhol
gotejando sangue!
Os corsários das terras verdes
incentivados por sua decidida capitã
afrontam a morte certa
invadindo o Demônio Maia!

Imagens piratas... - 104













Mesa de malaguetas 

E o sangue cobriu o convés...
















PIRATAS!!! - Cap. 104

Aos berros que se assemelhavam
a uma horda de diabos uivando
das profundezas do Inferno,
a tripulação do Demônio Maia
invadiu o Goose Fiáin com
uma ferocidade nunca antes vista!
Espadas retalhavam a carne
com uma impiedade sacrílega!
Em segundos o convés ficou
púrpura de tanto sangue!
Porém, os piratas irlandeses
não eram fracos não!
E revidavam!
E com força!
Grace mais parecia um
moedor de carne! Cada pirata
que ousava desafiá-la ganhava
uma passagem só de ida para
o “andar de baixo”!
Cruel, bela, assassina e certeira,
nunca errava um golpe,
dando preferência por seccionar
pescoços com suas afiadíssimas
lâminas! Olavídez decide arriscar
e a luta estende-se por todo
o tombadilho, guisando
quem se aproximasse!
Quando acreditava havê-la
dominado e preparava-se para
o coup de grâce, a tinhosa pega uma
das peças da mesa de malaguetas e
acerta em cheio na cabeça do
espanhol, levando-o à inconsciência!
O'Malleyy só não finaliza a questão
devido á intervenção salvadora
do Aranha-do-Mar, que por muito
pouco não consegue laça-la com
um dos cabos do velame!

No Golden Hind, seu comandante
já se recuperara do baque e
coordena um contra-ataque!
Aproveitando a olada criada
pela atitude tresloucada
da irlandesa, ordena que seus
homens alvejem o La Fúria Española
a boreste e o Lealdad a bombordo.
Grita ao imediato:
— Moreia! Esse espanhol já me
deu nos nervos! Use a “corrente”!
Ordena apontando na direção
do Lealdad.
— Imediatamente capitão!
Assente sorrindo, apesar dos
ferimentos, o pobre Moreia.

Imagens piratas... - 103